terça-feira, 1 de dezembro de 2015

ESTADO  CONFIRMA PARCELAMENTO DOS SALÁRIOS DE NOVEMBRO – SEPE SE REUNIRÁ PARA DISCUTIR SITUAÇÃO


O site do governo do estado acaba de confirmar que o pagamento dos salários do funcionalismo público de novembro será pago em duas vezesuma primeira parcela de R$ 2 mil nas datas estabelecidas e o restante no dia 9/11.


governo explicou assim o pagamento“Os servidores inativos e ativos que ganham até R$ 2 mil líquidos mensais receberão o valor integral do pagamento nas datas previstasou sejanestas terça-feira (1/12) e quarta-feira (2/12),respectivamente. Para aqueles que ganham acima deste valor, o Estado também depositará R$ 2 mil nessas datas e a diferençaaté o próximo dia 9”.


direção do Sepe vai se reunir extraordinariamente para discutir a situaçãoque é extremamente grave para o servidor– afinal, as dívidas e pagamentos diversos dos servidores que recebem mais de R$ 2 mil não vão “esperar” até o dia 9para serem pagas.


Lembramos que este anoalegando a crise de caixa, o governador Pezão não concedeu nenhum reajuste aos servidores.

sindicato também teme que a situação se repita em relação ao pagamento do 13º salário e até mesmo em relação ao pagamento do salário a partir de agora.


De qualquer maneira, o Sepe tem uma palavra de ordem firme: o servidor não pagará pela crise.


É inadmissível que o governo do estado atrase o pagamento dos servidores! O governador Pezão alega que o estado estáfalido e que não tem dinheiro para pagar o reajuste dos Servidores Públicos e muito menos se terá dinheiro para o 13º.


plenária de servidores do Estado do Rio de Janeiro, que vem se reunindoafirma: o Governador está mentindoPezão segue isentando empreiteiraslatifundiários e demais empresários de pagar impostos chegando a um total de R$ 7 bilhõesFoi divulgado que o sistema de energia auxiliar custará R$ 460 milhões, com valores repartidos entre os governos federal e estadual do Rio de Janeiro, e será de responsabilidade da Light, firma que receberá o perdão de uma dívida de R$170 milhõesreferente ao recolhimento de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Está despesa extra fará o orçamento estatal das Olimpíadas ultrapassar a marca de R$ 7 bilhões dinheiro para os megaeventos,mas não para que a população tenha serviço públicos de qualidade.


Com todos esses ataquesfaz-se necessário que os Profissionais de Educação e os servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro se empenhem ao máximo para mobilizar os servidores e prepará-la para as lutas que estão por vir.

Leia mais...

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

ATENÇÃO AO PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR


O autor do projeto ressalta a relevância social do Pnae e a necessidade de que a verba repassada aos municípios seja utilizada adequadamente, a fim de cumprir “os elevados propósitos do programa”.
Os senadores aprovaram nesta quinta-feira (11), em Plenário, o PLS 182/2005, que pune prefeitos pelo mau uso do dinheiro destinado à merenda escolar. Agora o texto seguirá para a Câmara dos Deputados.
O projeto, do senador Cristovam Buarque (PDT-DF), define como crime de responsabilidade a aplicação indevida de recursos provenientes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) que implique a suspensão de oferta dos alimentos. Também criminaliza a omissão no dever de prestar contas dos recursos aplicados.
O autor do projeto ressalta a relevância social do Pnae e a necessidade de que a verba repassada aos municípios seja utilizada adequadamente, a fim de cumprir “os elevados propósitos do programa”.
Para cumprir seu objetivo, o PLS 182 altera o Decreto-Lei nº 201/1967, que define os crimes de responsabilidade que podem ser cometidos pelos prefeitos, como desviar verba pública, ordenar ou efetuar despesas não autorizadas por lei, deixar de prestar contas anuais da administração e contrair empréstimo sem autorização da Câmara Municipal.
Os crimes de responsabilidade são infrações cometidas por agentes políticos cometidas no desempenho de suas funções públicas. Em geral, as punições têm caráter político, como perda de cargo e inelegibilidade. A Lei nº 1.079/50 regula o crime de responsabilidade cometido por presidente da República, ministros de Estado e do Supremo Tribunal Federal, governadores e secretários de Estado. O crime de responsabilidade dos prefeitos e vereadores é regido pelo Decreto-Lei nº 201/67.
Leia mais...

VAMOS COBRAR DA CÂMARA MUNICIPAL



VAMOS COBRAR DA CÂMARA MUNICIPAL 

Anderson Juliano
andersonjuliano@cmp.rj.gov.br 2291-9212/9213
Gilda Beatriz
gildabeatriz@cmp.rj.gov.br 2291-9214/9215
Jorginho Banerge
jorginhobanerj@cmp.rj.gov.br 2291-9232/9233
Luizinho
luizinho@cmp.rj.gov.br 2291-9236/9237
Marcos Montana
marcosmontanha@cmp.rj.gov.br 2291-9263/9264
Maurinho Branco
maurinhobranco@cmp.rj.gov.br 2291-9265/9266
Meirelles
@cmp.rj.gov.br 2291-9261/9262
Oscaldo do Vale - Vadinho
vadinho@cmp.rj.gov.br 2291-9210/9211
Pastor Sebastião
pastorsebastiao@cmp.rj.gov.br 2291-9253/9254
Paulo Igor
pauloigor@cmp.rj.gov.br 2291-9249/9250
Ronaldão
ronaldao@cmp.rj.gov.br 2291-9216/9217
Ronaldo Ramos
ronaldoramos@cmp.rj.gov.br 2291-9218/9219
Roni Medeiros
ronimedeiros@cmp.rj.gov.br 2291-9238/9239
Silmar
silmar@cmp.rj.gov.br 2291-9220/9221
Thiago Damaceno
thiagodamaceno@cmp.rj.gov.br 2291-9259/9260
Leia mais...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...